H1 tag

H2

H3

H4

H5
hipoglos

Saude

Saude

É nessa fase que, muito provavelmente, seu bebê vai ter os primeiros resfriados, febres e viroses. Isso porque, como ele já está maior e tem mais contato com outras pessoas e crianças (os bebês que já estão no berçário possivelmente já ficaram doentinhos, por causa das viroses). Esse é também um período em que muitas mães param de amamentar, o que deixa o sistema imunológico do bebê um pouco mais frágil, já que ele para de receber os anticorpos da mãe.

SaudeToda febre deve ser comunicada ao pediatra, que vai indicar um antitérmico na dosagem adequada. É preciso observar outros sintomas associados, como a falta de apetite, diarreia ou vômito, coriza, tosse, além do estado geral da criança. (Está apática? Chora? Dorme mais que o costume? Apareceu alguma manchinha na pele?). Geralmente, o organismo consegue reagir e dar conta da gripe e das viroses em 72 horas. Assaduras também são problemas comuns.
Elas deixam a pele vermelha, levemente inchada, e podem evoluir para bolhas e feridas. Tudo isso causa mal-estar e desconforto a seu bebezinho.
O contato prolongado da pele com a urina e as fezes cria um meio de cultura para fungos e bactérias, provocando as lesões.
Quando a criança está com diarreia ou passa a evacuar muitas vezes por dia, fica ainda mais vulnerável a esses probleminhas tão incômodos.
A primeira medida é trocar frequentemente a fralda do bebê e limpar adequadamente a região com água, algodão, sabonete neutro ou lenços umedecidos.
É muito importante, ainda, que a mãe passe Hipoglós a cada troca de fraldas.
Hipoglós irá proteger seu bebê das assaduras até a próxima troca.
É recomendável também deixar o bumbum do bebê respirar para que a pele possa secar e ficar pronta para receber uma nova fralda.
E, se o seu bebê é uma menina, você deve ficar ainda mais atenta à higiene.
A infecção urinária, geralmente causada pela bactéria Escherichia Coli, é mais comum nas meninas, por conta da proximidade entre a vagina e o ânus, que facilita a contaminação da urina pelas fezes.
Os sintomas são febre, falta de apetite e deficiência de crescimento ou de peso.
O pediatra vai indicar o medicamento adequado para o tratamento.
Essa também é a época em que costumam nascer os primeiros dentes do bebê, geralmente a dentição começa com os dois incisos inferiores.
Não é uma regra, mas seu filho pode ficar mais irritado, ter dificuldade para dormir, perda de apetite e babar um pouco mais em função disso.
Diarreia e febre não são causadas pelo surgimento dos dentinhos.
O nascimento dos dentes provoca coceira na gengiva, que fica inflamada e dolorida.
Mordedores de borracha gelados (coloque-os na geladeira depois de esterilizados!) aliviam o desconforto.
Deve-se iniciar a higiene bucal usando uma gaze esterilizada umedecida.
Nessa fase, como os bebês passam a comer sólidos, alguns podem apresentar reações alérgicas a certos alimentos. Os sintomas aparecem na pele (coceiras e inchaço, por exemplo), e podem provocar diarreia e até vômitos.
Só um pediatra pode diagnosticar e indicar o tratamento adequado em relação a esses incômodos.